Como resultado, o FMEA impacta diretamente no retorno financeiro da empresa que reduz ou elimina falhas e desenvolve ações e procedimentos para lidar com os riscos. Do ponto de vista dos funcionários que trabalham na empresa, como o FMEA é uma ferramenta que estimula o trabalho em equipe, ela possibilita ganhos motivacionais obtidos a partir da colaboração e o comprometimento das pessoas, que, juntas podem desenvolver uma atividade em prol do futuro da organização e de si mesmas.

3 – Mantenha o FMEA o mais simples possível

Este é um desafio! Pois os FMEAs são difíceis de conduzir no melhor dos tempos. Se você é bem sucedido em reunir todas as principais partes interessadas em conjunto para realizar o FMEA, então certifique-se de ter um processo simplificado que permita decisões. Lembre-se de que o FMEA pode ser subjetivo, então use a abordagem mais simples possível. Considere todas as hipóteses durante as rodadas de discussão, mantenha a mente aberta e pense simples!

4 – Manter uma abordagem aberta e criativa

Manter uma abordagem aberta e criativa sobre a identificação de novos modos de falha ou a reavaliação de seus efeitos e consequências. Só porque existe uma lista de modos de falha, não dê por certo que estes são os únicos. Se você tem experiência no processo e você sente que os possíveis modos de falha foram omitidos, seja sincero sobre o seu processo de produção caso vocês não queira ser pego de surpresa.

5 – Execute o FMEA usando uma abordagem de trabalho em equipe

Simplesmente, se você não pode comprar as principais partes interessadas e as PME do processo para realizar um FMEA, basta seguir em frente e se concentrar em outra coisa. Você não pode realizar um FMEA sem uma abordagem de trabalho em equipe. A realização de um processo de produção em um ambiente regulado envolve muitas pessoas trabalhando juntas para produzir um produto de qualidade, o mesmo princípio se aplica ao realizar um FMEA. Não é apenas a equipe de manutenção que deve participar do FMEA. As reuniões de discussão e elaboração do FMEA serão mais ricas se envolverem profissionais da área de produção, qualidade, engenharia e segurança do trabalho.

6 – Convide a equipe a observar o processo

Esta é uma excelente ideia e ajudará a concentrar as mentes de todos os envolvidos no processo. É surpreendente quantos possíveis modos de falha podem ser identificados quando todos estão focados no processo coletivamente. Tente manter o processo de observação ao máximo e é claro que isso dependerá da duração do processo. Se um processo ocorrer durante um longo período de tempo, talvez seja uma boa ideia perguntar especificamente aos operadores que observem os possíveis modos de falha que possam ver.

7 – Obter insights de cada membro da equipe

Obter insights de cada membro da equipe para evitar que o FMEA se torne uma reflexão tardia. Lembre-se de todos os envolvidos no processo tem algo a oferecer e oferecerá insights únicos que outros não verão. Não se pode ressaltar a importância da entrada do operador para determinar os modos de falha. Todos os membros da equipe, independente do cargo ou função, tem o mesmo nível de importância dentro do processo de produção.

8 – Realizar uma revisão

Realize uma revisão da literatura para identificar quaisquer estratégias de redução de risco recomendadas que já foram implementadas com sucesso. Aprenda com os FMEA anteriores e tente copiar aqueles que foram implementados com sucesso. Os FMEA bem sucedidos anteriores podem servir, como um ótimo modelo para os futuros, não há nada melhor do que exemplos da vida real de como o FMEA pode melhorar um processo. Caso não tenha nenhum FMEA implantando na empresa ainda, crie uma agenda sistemática de revisão do FMEA. Revisar o FMEA a cada três meses é uma boa prática. Pode-se conflitar os dados das falas de processo, suas ações corretivas e se essas falhas já estavam listadas no FMEA realizado anteriormente.

9 – Facilitação do FMEA por especialistas

Os líderes do FMEA devem desenvolver habilidades de facilitação especializada e aplicar essas habilidades para atingir o objetivo dos FMEAs. Se você conseguir organizar uma sessão FMEA, é fundamental que você encontre alguém com excelentes habilidades de facilitação para gerenciar o processo. É preciso se certificar que o  ego na sala  seja mantido no nível mais baixo possível para que um líder seja forte o suficiente para maximizar a reunião. As habilidades primárias de facilitação do FMEA incluem:
  • Debate
  • Perguntas de Probing Probing
  • Participação Incentiva
  • Escuta activa
  • Controle de Discussão
  • Tomando uma decisão
  • Conflito de gestão
  • Gerenciamento de tempo