outubro 08 2021 0Comment

Terceirização da Mão de Obra na Manutenção

Diante da elevada competitividade que o mercado atual apresenta nos seus mais diversos segmentos, encontrar formas de reduzir as despesas e otimizar os processos internos é algo imprescindível para o sucesso. Sendo assim, saber o que é e como funciona a terceirização de mão de obra na manutenção pode ser muito interessante.

Para quem ainda não utiliza tal estratégia, ela pode ser uma nova maneira de economizar recursos dentro de uma organização, ao mesmo tempo em que a gestão poderá contar com profissionais qualificados para diversos tipos de serviço. Quer aprender mais sobre o assunto? Então, continue lendo o conteúdo de hoje!

O que é a terceirização de mão de obra da manutenção?

A terceirização de mão de obra é uma estratégia pela qual uma organização repassa o cumprimento de determinadas atividades, como serviços gerais e manutenção, para uma empresa ou profissional externo, usualmente especializado na área. Ou seja, como o próprio nome já diz, terceirizar significa delegar processos internos para alguém de fora.

Na maioria das vezes, quando isso é feito, o objeto da terceirização não está relacionado diretamente com o foco principal da instituição, mas sim com trâmites correlacionados, que ajudam na conquista dos objetivos finais. Vale ressaltar também que isso acaba gerando economia no orçamento, pois dispensa a contratação de funcionários efetivos.

Com isso, podemos dizer que terceirização da mão de obra da manutenção nada mais é do que o ato de contratar prestadores de serviço para executar atividades de manutenção, ao invés de utilizar mão de obra de colaboradores contratos.

No entanto, para obter o sucesso desejado, é fundamental fazer isso de forma criteriosa e inteligente, procurando firmar parcerias apenas com quem realmente pode agregar valor para o negócio. É preciso escolher parceiros confiáveis e com boa credibilidade, além de analisar o contrato e verificar cláusulas, obrigações, preços, prazos, exigências e demandas.

Como funciona a terceirização de mão de obra da manutenção?

A terceirização é uma forma pela qual as empresas e indústrias podem garantir o acesso à mão de obra especializada ao mesmo tempo em que reduz seus gastos. Sendo assim, apostar neste tipo de estratégia na área de manutenção é uma opção muito interessante para organizações dos mais variados portes e setores do mercado.

Com isso, sem comprometer a qualidade da operação e do produto final, é possível encontrar boas soluções com o melhor custo-benefício, englobando manutenções preventivas e corretivas de equipamentos, distribuição de energia, serviços pontuais e tudo mais o que for relevante para as demandas e necessidades do negócio.

O caminho mais recomendável é encontrar uma prestadora que seja especializada no segmento e ofereça profissionais gabaritados para tais funções, mantendo um alto padrão na execução, com procedimentos seguros e eficazes. Uma boa ideia é usar a internet para procurar informações e pedir recomendações de antigos clientes.

Qual a importância da terceirização de mão de obra de manutenção?

Vivemos uma época de alta competitividade em praticamente todos os segmentos do mercado, o que faz com que empresas que não se adaptem rapidamente corram o risco de perder espaço em seu segmento e até mesmo, em última instancia, de fechar as portas. Por outro lado, também é um período de oportunidades para quem tem um olhar atento.

Atividades de manutenção são cruciais para garantir um bom desempenho no dia a dia, elevar a produtividade e assegurar a segurança dos colaboradores. Por isso, uma instituição ou indústria pode ter diferentes abordagens esse tipo de serviço, dentre as quais a possibilidade de terceirizar surge como uma alternativa bem interessante.

Por meio de tal escolha, é possível estruturar ou revisar práticas através de comprovados especialistas no assunto, sem a necessidade de contratá-los efetivamente. Além disso, será muito mais simples agregar técnicas preventivas e preditivas, com mão de obra extremamente qualificada e que sequer faz parte do quadro de funcionários.

Por outro lado, se a ideia for a de manter uma equipe interna, outra escolha certeira é fazer parceria com uma empresa que realize treinamentos, para elevar o nível de realização de atividades específicas ou gerais. Esta também é uma forma de controlar custos e gerar flexibilidade, experimentando benefícios incríveis em curto, médio e longo prazos.

Na contratação de uma empresa que prestará serviços terceirizados, devem ser analisados alguns critérios relevantes, dentre os quais o mais importante tende a ser a qualidade da atividade contratada. No entanto, devem ser observados outros aspectos, como o preço, experiência, competência, tecnologias empregadas e os prazos de execução.

Quais atividades podem ser terceirizadas?

De acordo com a legislação atual, todas as colocações dentro de uma empresa podem ser terceirizadas, não importando qual o seu ramo de mercado ou os serviços disponibilizados por ela. Com isso, a terceirização permite, de cara, uma grande economia em custos trabalhistas, já que não será preciso contratar funcionários para tais funções.

Quando isso é feito com a área de manutenção, há benefícios evidentes, que se refletem na possibilidade de que a organização pode, dessa forma, se dedicar exclusivamente às suas atividades principais, assegurando um alto padrão de qualidade, junto à realização adequada de todos os tipos de manutenção necessários.

Recomenda-se, no entanto, que as atividades relacionadas ao planejamento e à gestão da manutenção sejam realizadas por uma equipe de colaboradores em regime trabalhista normal regular. É importante que para essas atividades, as pessoas tenham uma vivência rotineira na organização, e que conheçam muito bem os seus processos. Contudo, para atividades de execução, a terceirização é uma alternativa que pode ser extremamente eficiente.

Quando utilizar a terceirização de mão de obra da manutenção?

Com todas as informações relacionadas neste artigo, você conseguiu entender os principais conceitos da terceirização da mão de obra. O que faz “saltar” a pergunta: Afinal, quando devo utilizar o recursa de terceirização da mão de obra de manutenção?

Quando o backlog está alto.

O backlog da manutenção é um indicador que mensura o tempo de execução de todos os serviços de manutenção em aberto, levando em conta a capacidade de execução da mão de obra disponível na equipe. Por exemplo, se o backlog for de 15 semanas, quer dizer que mesmo com toda a capacidade da equipe de manutenção, ainda levariam mais de 3 meses para concluir todos os serviços em aberto.

Nesses casos a terceirização da mão de obra pode ser uma ótima alternativa momentânea para redução do backlog. Assim a equipe de manutenção poderá novamente assumir sozinha quando o volume de trabalho reduzir a um nível aceitável.

Quando o ativo tem baixa criticidade.

É importante também terceirizar a mão de obra de serviços mais simples, desse modo, mesmo que a qualidade do serviço não seja tão boa quanto a da equipe de manutenção, isso não irá comprometer a operação do negócio.

É importante acompanhar muito bem a execução desses serviços para garantir a sua qualidade.

Quando a equipe não tem expertise para realização de uma rotina.

É muito comum, por exemplo, uma indústria optar por terceirizar a mão de obra da manutenção preditiva, pois a os profissionais devem ser altamente capacitados (o que significa altos salários), e os equipamento para realizar as atividades geralmente não são baratos e precisam estar bem ajustados e calibrados.

Terceirizar esse tipo de serviço técnico pode ser uma ótima opção para poupar custos e garantir a qualidade da execução.

Quais as vantagens da terceirização de mão de obra de manutenção?

Agora que você já aprendeu sobre o conceito de terceirização, viu como ela funciona, que atividades podem ser terceirizadas e qual a sua importância para as empresas, vamos explorar um pouco mais os benefícios que a sua instituição poderá experimentar ao apostar neste tipo de estratégica. Veja alguns exemplos a seguir.

Redução dos custos operacionais.

Não dá para falar em vantagens de contar com mão de obra terceirizada sem falar na redução dos custos operacionais. Para muitos gestores, trata-se do benefício mais relevante, uma vez que diminuir despesas é algo imprescindível em um mercado tão competitivo quanto o de hoje. E, com a terceirização, isso acontece de diversas maneiras.

Todos os recursos que poderiam ser dispendidos em um árduo processo de recrutamento e seleção de pessoal, por exemplo, não serão mais necessários. Por outro lado, se você precisar ensinar sobre os processos e fluxos de trabalho, é possível terceirizar até o treinamento, focando em empresas especializadas no assunto.

Possibilidade de focar no core business.

Um dos maiores erros que uma empresa ou indústria pode cometer nos dias de hoje consiste em tentar resolver tudo por conta própria. Afinal, qualquer organização que atue no mercado atual precisa se diferenciar dos concorrentes, oferecendo o máximo de qualidade nos produtos que vende e/ou nos serviços prestados.

Por isso, terceirizar mão de obra na manutenção pode ser uma excelente escolha. Dessa forma, o seu negócio poderá focar totalmente no chamado “core business”, ou seja, naquilo que ele realmente atua. Os equipamentos permanecem efetivos e funcionais, ao mesmo tempo em que sua equipe pode dar atenção total ao que mais importa.

Contar com profissionais qualificados.

Como já citamos anteriormente, uma das grandes vantagens da terceirização de mão de obra na manutenção é que ela permite que uma empresa ou indústria conte com profissionais qualificados para o serviço, mas sem a preocupação de fazer longos processos seletivos ou de arcar com eventuais encargos trabalhistas em caso de uma futura demissão.

Quem se preocupa com isso é a prestadora, que é com quem esse colaborador tem relação efetiva. Cada funcionário que chegar já terá o perfil adequado para a função que se propõe, bem como o treinamento necessário, de forma que possa oferece um excelente padrão de performance desde o início de suas atividades.

Maior potencial de crescimento.

O caminho natural de qualquer empresa, independentemente do seu ramo ou segmento de mercado, inclui adotar estratégias para o seu crescimento e desenvolvimento. Para isso, é preciso aliar a melhora da qualidade dos serviços prestados, otimizando o tempo e aproveitando melhor os diferenciais que seus colaboradores podem oferecer.

Logicamente, isso tende a ser mais fácil para quem realiza a terceirização da mão de obra, uma vez que é uma estratégia que permite mais foco na atividade-fim. No cenário competitivo dos dias de hoje, ter um pouco mais de produtividade e qualidade é essencial, o que justifica o fato de que terceirizar está cada vez mais comum entre os maiores destaques de cada segmento.

Mais controle do fluxo de caixa.

O controle preciso do fluxo de caixa é um dos maiores desafios dos gestores de empreendimentos de todos os ramos, mas ele pode ser muito mais simples quando há a adoção de determinadas ações. E, sem sombra de dúvidas, a terceirização da mão de obra da manutenção é uma das estratégias mais efetivas.

Quando você faz isso, você converte um elevado custo fixo, que corresponderia aos salários em tempo integral dos colaboradores e demais encargos, em uma despesa muito menor e variável. Isso libera os recursos disponíveis para outras partes do negócio, como aquisição de maquinário, desenvolvimento de produtos, atualização de sistemas e assim por diante.

Diminuição global de falhas e riscos.

Qualquer atuação no mercado está relacionada com alguma quantidade de risco, alguns operacionais e outros financeiros. Eles estão relacionados com diversos fatores, dentre os quais podemos destacar a concorrência, o funcionamento dos equipamentos, as regulamentações governamentais, a adoção de novas tecnologias e muito mais.

Nesse contexto, a terceirização da mão de obra da manutenção pode ser muito vantajosa, pois ela permite uma redução no número de falhas e erros dentro das atividades do dia a dia. Você não apenas tem a certeza de padrão e qualidade, como também a garantia contratual de que os serviços contratados serão cumpridos dentro dos prazos estipulados.

Aposta no potencial de inovação.

Tudo o que foi mencionado até aqui é muito importante e pode trazer diversos benefícios para uma empresa ou indústria. No entanto, existe um fato que nem sempre é valorizado como deveria, mas que pode fazer toda a diferença no sucesso do negócio, principalmente pensando em longo prazo: apostar no potencial de inovação.

Para isso, é preciso pensar estrategicamente, direcionando esforços, recursos e trabalho. Naturalmente, a terceirização da mão de obra da manutenção é positiva nesse sentido, pois permite que os profissionais efetivamente contratados para a equipe possam se dedicar à uma atuação mais analítica, com mais pesquisas e priorização dos investimentos.

Existem desvantagens da terceirização de mão de obra da manutenção?

Embora as vantagens de terceirizar a mão de obra na manutenção sejam bastante evidentes e tenham ficado claras nos tópicos acima, existem algumas possíveis desvantagens para quem faz tal escolha. Para complementar seus conhecimentos sobre o tema, confira abaixo quais são elas.

Dificuldade de encontrar empresas terceirizadas.

Um dos problemas que você pode experimentar ao decidir por terceirizar a mão de obra da manutenção é não encontrar bons prestadores de serviço. Afinal, é uma etapa delicada e relevante para qualquer indústria ou empresa, visto que dependem do funcionamento adequado e seguro dos seus equipamentos.

Procurar um parceiro ideal, portanto, pode ser um grande desafio, maior ainda dependendo do seu ramo ou segmento do mercado. isso pode ser minimizado se você tiver um olhar atento e tomar cuidado na elaboração do contrato. Outra opção é terceirizar apenas o treinamento, garantindo que seus próprios funcionários se tornem mais qualificados.

Mudanças abruptas dentro da organização.

Outra das possíveis desvantagens da terceirização de mão de obra é que isso pode gerar algumas mudanças na empresa, algumas das quais podem ser muito abruptas. Afinal, quando você redireciona este tipo de serviço para profissionais externos, é natural, por exemplo, que você precise desligar ou realocar alguns dos seus funcionários.

Por isso, é muito importante fazer cada etapa pensadamente, montando um planejamento detalhado para evitar problemas internos. A própria mudança na estrutura de poder pode provocar conflitos de interesses em conflitos, o que sempre é ruim para o desempenho geral e desafiador para ser administrado.

Prejuízos no relacionamento a originalidade.

A terceirização de mão de obra pode fazer com que a sua empresa perca em termos de originalidade, seguindo apenas padrões que são comuns aos concorrentes e demais operadores do mesmo segmento. No entanto, quando isso é feito apenas na manutenção, esse problema tende a ser minimizado.

Por outro lado, pode haver prejuízo no relacionamento entre a equipe. O mais indicado para ter sucesso, via de regra, é uma integração entre todos os setores e departamentos, para que cada colaborador compreenda as necessidades e demandas do outro. Para evitar isso, mais uma vez, manter o quadro e terceirizar apenas o treinamento pode ser uma excelente opção.

Como você pôde ver, a terceirização da mão de obra da manutenção pode ser uma excelente ideia, desde que você compreender a melhor forma de fazer isso, saiba como escolher um bom parceiro comercial e entenda o contexto da sua própria empresa.

Quer treinar os seus funcionários com uma empresa com grande credibilidade e experiência neste tipo de serviço? Então, não perca mais tempo e entre em contato conosco!

jhonata

Jhonata Teles é profissional certificado internacionalmente pela SMRP – Society Maintenance & Reliability Professionals, na categoria CMRP – Certifield Maintenance & Reliability Professional. Especialista em Gestão, Planejamento e Controle de Manutenção, Analista de Vibração com certificação Nível 2 pela FUPAI e certificação internacional pela Instituição Canadense Mobius Institute, especialista em Lubrificação Industrial com certificações internacionais MLT-1 e MLA-1 pelo ICML – International Council of Machinery Lubrication. Possui mais de 12 anos de experiência em indústrias de grande porte, sempre dedicados a Gestão da Manutenção, PCM e projetos de Confiabilidade Industrial. Atuou como Analista de Vibração, Consultor Técnico, Supervisor de PCM, Coordenador e Gerente de Manutenção em indústrias dos segmentos alimentício, higiene e limpeza, químico, metalúrgico e cimenteiro. Autor dos livros e métodos de capacitação: Planejamento e Controle da Manutenção DESCOMPLICADO ®, Bíblia do RCM e Gestão de Paradas de Manutenção. Como Diretor de Operações da ENGETELES já liderou mais de 300 projetos de consultoria no Brasil e em seis países, além de ter capacitado mais de 10.000 profissionais na área de Gestão da Manutenção.