outubro 09 2017 0Comment

Como calcular disponibilidade de equipamentos industriais?

Calcular  Disponibilidade de equipamentos industriais é uma tarefa fundamental para que o setor de Planejamento e Controle da Manutenção possa traçar as estratégias corretas no momento de definir qual equipamento merece prioridade dentro do ambiente industrial quando se trata de atividades de manutenção.

O cálculo de disponibilidade de um equipamento ou instalação tem muito a dizer sobre os seus processos de manutenção e operação. O objetivo principal do PCM é garantir e elevar a disponibilidade e confiabilidade dos ativos, otimizando a produtividade.

 

Por esse motivo, calcular  disponibilidade de equipamentos deve ser uma tarefa que os integrantes do PCM devem dominar completamente, e além disso, o índice de disponibilidade deve ser acompanhado e discutido com uma alta frequência.

Veja no vídeo abaixo:

 

O que é Disponibilidade Industrial?

A disponibilidade é uma métrica importante usada para avaliar o desempenho de equipamentos reparáveis, representando as propriedades de confiabilidade e manutenção de um componente ou sistema. No entanto, diferentes classificações de disponibilidade e diferentes maneiras de calcula-las.

A classificação de disponibilidade é algo flexível e é amplamente baseada nos tipos de tempo de inatividade utilizadas na indústria e na relação com o tempo (ou seja , o período de tempo a que se refere a disponibilidade). Como resultado, há uma série de classificações diferentes de disponibilidade, incluindo:

  • Disponibilidade instantânea (ou ponto);
  • Disponibilidade média de tempo de atividade (ou disponibilidade média);
  • Disponibilidade constante do estado;
  • Disponibilidade Inerente;
  • Disponibilidade Operacional.

Nesse artigo iremos abordar a Disponibilidade Inerente, que é a mais recomendada para o acompanhamento da disponibilidade de equipamentos industriais.

A Disponibilidade Inerente é a disponibilidade de estado estável quando se considera apenas o tempo de inatividade do equipamento por paradas para manutenção corretiva. Esta classificação exclui o tempo de inatividade por manutenção preventiva, atrasos logísticos, atrasos de fornecimento ou por outros fatores, considerando apenas o tempo por inatividade por manutenção corretiva. 

O que é disponibilidade

O que é disponibilidade

Como calcular Disponibilidade?

O tempo de indisponibilidade (ou inatividade) reflete a eficiência e a velocidade do pessoal de manutenção, bem como sua experiência, nível de treinamento e  também a manutenibilidade do equipamento ou sistema.

A fórmula usada para calcular disponibilidade é:

Disponibilidade é igual MTBF sobre MTBF mais MTTR vezes 100.

MTBF: Mean Time Between Failures – Tempo Médio Entre Falhas (Clique e saiba mais!)

MTTR: Mean Time To Repair – Tempo Médio para Reparo (Clique e saiba mais!)

Como Elevar a Disponibilidade?

Não basta apenas calcular disponibilidade, temos que garantir a estabilidade do índice e sempre buscar a sua elevação. 

A estratégia para elevar a Disponibilidade é simples: basta procurar sempre elevar o MTBF e reduzir o MTTR.  

Como elevar o MTBF?

Elevar o MTBF de equipamentos industriais não é uma tarefa simples, mas também não é impossível.

 

 

 

  1. O primeiro passo é ter um bom plano de manutenção preventiva e executa-lo com rigor.
  2. Após conseguir implantar um plano de manutenção preventiva, a disponibilidade começará a responder. Certamente o número de paradas para manutenção corretiva terá diminuído por conta das manutenções preventivas realizadas.
  3. Após a estabilização do plano de manutenção preventiva, é hora de pensar em um plano de manutenção preditiva. A manutenção preditiva tem como objetivo principal monitorar os equipamentos e encontrar falhar em estágio inicial com a ajuda de instrumentos e tecnologia avançada. 

Ao aplicar apenas esses três itens acima, com certeza ao calcular  disponibilidade novamente o índice terá aumentado. Segue abaixo um exemplo real, em realizado em um dos nossos clientes de consultoria.

Equipamento: Sistema Hidráulico de um Tombador de Cargas

Segmento Industrial: Frigorífico

como calcular disponibilidade

% Disponibilidade Inicial: 61% em 10/07/2016

% Disponibilidade Final: 94% em 01/08/2017

Essa estratégia foi elaborada com foco na elevação da Disponibilidade através da elevação do MTBF. Em apenas um ano houve uma elevação da disponibilidade de 37%, chegando a 98%. Apenas após implantar e estabilizar o plano de manutenção preventiva e iniciar o monitoramento preditivo, onde a manutenção deixou de agir de forma reativa e passou a agir de forma proativa.

disponibilidade industrial

PCM PLANEJAMENTO E CONTROLE Da MANUTENÇÃO

disponibilidade industrial

Através do Artigos abaixo você terá uma boa noção de como elaborar um projeto nos mesmos moldes:

Como reduzir o MTTR?

O MTTR – Tempo Médio para Reparo é inversamente proporcional a Manutenibilidade. Ou seja, quanto maior for a nossa Manutenibilidade, menor será a nosso MTTR. 

Manutenibilidade é a capacidade de um item ser mantido ou recolocado em condições de executar suas funções requeridas, sob condições de uso especificadas, quando a manutenção é executada sob condições determinadas e mediante procedimentos e meios prescritos. Basicamente, pode ser definida como a facilidade que a equipe encontra ao realizar a manutenção.

como calcular disponibilidade

Se elevarmos a Manutenibilidade através do ciclo acima, diminuiremos nosso MTTR e por consequência, elevamos a nossa disponibilidade.

Dicas para reduzir o MTTR:

Conclusão

Calcular disponibilidade é fácil. O mais desafiador é entender as necessidades do processo/equipamento e aplicar as estratégias corretas para elevar o índice. 

Padrões denominados “Classe Mundial” determinam que o valor da Disponibilidade Global dos equipamentos e Instalações devem ser maiores ou iguais a 90%. Mas podemos considerar que números acima de 80% já são bons padrões, porém, com capacidade de melhoria.

 

Leia Mais:

  • 3 Erros Graves que Gestores de Manutenção Iniciantes Cometem com Frequência
  • A Importância das Peças de Stand-by Para o Setor de Manutenção
  • Impedimentos na Manutenção: O Que São e Como Usá-los?
  • manutenção centrada em confiabilidade
    Introdução à Manutenção Centrada em Confiabilidade: O que você precisa saber sobre RCM!

manutenção enxuta

disponibilidade industrial 

Comentários

Comentários

jhonata

Jhonata é Engenheiro Mecânico e Engenheiro de Produção formado pelo Centro Universitário do Distrito Federal, Técnico em Eletrotécnica e Técnico em Mecânica formado pelo SENAI –Roberto Mange. Atua há 12 anos no setor de manutenção em industrias de grande porte dos seguimentos Alimentício, Higiene e Limpeza, Farmacêutico, Químico, Metalúrgico, Cimenteiro, Açúcar e Álcool, etc. É especialista em Planejamento e Controle de Manutenção, RCM - Manutenção Centrada em Confiabilidade e Lubrificação Industrial com Certificação Internacional MLT-I pelo ICML –International Council of Machinery Lubrication, Analista de Vibração Nível II pela FUPAI. Já atuou como Consultor de Lubrificação, Analista de Vibração, Supervisor de Manutenção Industrial e hoje é Diretor de Engenharia e Negócios da Engeteles e Coordenador de Manutenção em uma industria multinacional fabricante de produtos para automação residencial.